Menu fechado

O que é Black Friday?

o que é black friday

Popular nos Estados Unidos, mas até recentemente desconhecida em outros países, a Black Friday é um fenômeno comercial sem paralelos.

Com grandes descontos nos preços dos mais variados produtos, consumidores chegam a passar a noite em frente às lojas, na esperança de serem os primeiros a entrar e aproveitar as ofertas.

As lojas superlotadas muitas vezes propiciam cenas que beiram à selvageria na luta pelos melhores produtos e pelas melhores ofertas.

Mas de onde surgiu a ideia da Black Friday? Qual é a intenção ou motivação por trás de sua realização? E por que ela tem esse nome?

Para responder a essas e outras perguntas, preparamos o artigo a seguir. Acompanhe.

Antes da Black Friday, o Dia de Ação de Graças

A black friday é um feriado de ofertas para compras antes do Natal.
A black friday é um feriado de ofertas para compras antes do Natal.

Nos Estados Unidos, o Dia Nacional de Ação de Graças (Thanksgiving Day) é um dos feriados mais populares do calendário.

A escolha do dia para a sua celebração sofreu alterações ao longo do tempo, mas há algumas décadas, o feriado passou a ser comemorado na quarta Quinta-feira do mês de novembro.

Essa celebração aconteceu pela primeira vez em 1621, pela iniciativa de agricultores que, após alguns anos de safras muito ruins, obtiveram uma excelente colheita de milho no verão daquele ano.

Para comemorar, o governador da região organizou uma festa no outono, que contou até com a presença de indígenas locais.

Desde então, instituiu-se a festa de outono em agradecimento a Deus pelas boas colheitas.

Muito tempo depois, em 1863, o presidente Abraham Lincoln transformou a festa de outono em Dia Nacional de Ação de Graças, comemorado em todo o país.

Em meio às celebrações, tornou-se tradicional o preparo de um prato com carne de peru.

E dessa tradição, surgiu uma cerimônia inusitada, em que o presidente dos Estados Unidos deve perdoar dois perus, poupando-os do sacrifício a que serão submetidos milhões de outros perus por todo o país por ocasião das celebrações.

Black Friday: a origem

A Black friday surgiu para suprir o marasmo da sexta após o feriado de Ação de Graças (Thanskgiving Day) com ofertas imperdíveis para estimular as vendas.
A Black friday surgiu para suprir o marasmo da sexta após o feriado de Ação de Graças (Thanskgiving Day) com ofertas imperdíveis para estimular as vendas.

Com o feriado do Thanksgiving Day caindo sempre em uma quinta-feira, o dia seguinte, que deveria ser uma sexta-feira comum, foi se tornando um dia completamente esvaziado, com muitos empregados deixando de ir ao trabalho e muitas empresas não funcionando.

A partir daí, surgiram versões divergentes a respeito da origem da Black Friday.

Uma das versões diz que, nos anos 1960, o dia seguinte ao feriado de Ação de Graças era marcado por um trânsito caótico nas ruas da Filadélfia, com todos querendo aproveitar o prolongamento do feriado.

Em meio a esse cenário, alguns comerciantes teriam aproveitado a aglomeração nas ruas para realizar uma liquidação de seus produtos.

O que se sabe de fato é que, a partir dos anos 1990, a Black Friday deixou de ser um evento local da Filadélfia e se espalhou por todo o país.

Depois disso, a internet foi a grande arma para popularizar a Black Friday mundo afora. Com um detalhe: na maioria dos países, como o Brasil, sequer existe a tradição do Dia de Ação de Graças.

Mas o que é a Black Friday? E por que esse nome?

O nome Black friday sugere o caos gerado pelos consumidores nas lojas.
O nome Black friday sugere o caos gerado pelos consumidores nas lojas.

O nome “Black Friday” já havia sido usado nos Estados Unidos, em contextos completamente diferentes, geralmente para se referir a sextas-feiras marcadas por acontecimentos graves, por exemplo.

A referência ao dia das grandes promoções no comércio, teria surgido devido ao caos que tomava conta das cidades com a corrida às lojas.

Oficialmente, não é um feriado, mas tornou-se o que chamamos no Brasil de ponto facultativo, um dia dedicado às compras.

Para os comerciantes, a Black Friday corresponde à inauguração da temporada de compras natalinas.

A Black Friday no Brasil

A Black Friday já se tornou febre aqui no Brasil.
A Black Friday já se tornou febre aqui no Brasil.

O ano de 2010 marca a primeira experiência brasileira de Black Friday, por iniciativa de cerca de 50 lojas online.

O início a partir do comércio eletrônico tem uma razão de ser: foi por esse meio que os brasileiros tiveram seu primeiro contato com o evento americano.

Depois disso, ano após ano, a versão brasileira da data vem ganhando novas adesões, no comércio eletrônico e no tradicional.

Atualmente, a Black Friday brasileira já consta na lista das datas mais lucrativas do ano para o comércio.

Comenta-se que a Black Friday só não começou antes no Brasil porque ela contrariava a lógica de vendas já estabelecida no país, que era a de oferecer liquidações depois e não antes do Natal.

A “Black fraude”

Um fato importante que acompanha a Black Friday brasileira desde o seu início é a preocupação com as fraudes.

Desde as primeiras edições, diversas denúncias de fraudes têm sido relatadas, como maquiagem de preços e falsos descontos. Ficou famosa a expressão “tudo pela metade do dobro”.

Esse fato tem levado associações comerciais e órgãos de defesa do consumidor a tomar medidas específicas de combate aos abusos.

Ainda hoje há consumidores que não aderem à Black Friday com medo de serem vítimas de algum tipo de golpe.

A consolidação da Black Friday brasileira

Uma característica que está se consolidando na Black Friday brasileira é que muitas lojas não restringem os descontos apenas à sexta-feira.

É cada vez mais comum a extensão dos descontos para o final de semana, a semana toda e até além.

Outra característica que vem marcando a Black Friday brasileira é a oferta crescente de produtos ou serviços menos convencionais, como pacotes de viagens, cursos e até imóveis.

Porém, os campeões em procura são, sem dúvida, os eletroeletrônicos, como televisores e celulares.

Um detalhe importante: a Black Friday não é um evento centralizado por um organizador, mas uma iniciativa espontânea de comerciantes.

Conclusão

O sucesso da Black Friday tem feito alguns de seus “filhotes” ganharem vida própria nos Estados Unidos. Por exemplo:

  • A Cyber Monday, ou segunda-feira cibernética: ocorre, como se pode imaginar, na segunda-feira posterior à Black Friday; foi criada em 2005 com o objetivo de estimular o movimento do comércio eletrônico; já existe a Cyber Monday brasileira;
  • A Gray Thursday, ou quinta-feira cinza: em pleno feriado do Dia nacional de Ação de Graças, alguns comerciantes têm aberto suas lojas para antecipar a procura da Black Friday.

Assim, a conclusão a que chegamos é a de que, como estratégia comercial, a Black Friday é uma realidade irreversível.

No caso brasileiro, apesar de movimentar valores incomparavelmente menores que os americanos, o sucesso das promoções é inegável.

A Black Friday brasileira já se tornou uma data muito aguardada por lojistas e consumidores, apesar de:

  • Contrariar comportamentos já estabelecidos em relação às compras de fim de ano,
  • Não ter um feriado de Ação de Graças como apoio,
  • Ocorrer antes do pagamento da última parcela do 13º salário.

A favor da Black Friday brasileira, existe o acelerado crescimento do comércio eletrônico no país.