Menu fechado

Carpe Diem: Significado e contexto

carpe diem

Uma das tatuagens mais comuns, mais populares e pedidas pelas pessoas é a famosa frase “Carpe Diem”. Apesar de quase ter se tornado um clichê nos dias atuais, caindo na boca do povo e sendo difundida aos quatros cantos do mundo, ainda mais em uma época imediatista como a nossa, sua origem se encontra em uma era distante na história.

Muitos filmes, séries, livros e novelas já citaram, exaustivamente essa frase. Mas você sabe qual a origem do termo Carpe Diem? Tem ciência da tradução de carpe diem? Possui noção a respeito do significado de Carpe diem? Não? Então você irá descobrir agora mesmo o que é carpe diem.

Origem da expressão Carpe Diem

Carpe diem: A expressão foi cunhada pelo poeta romano Horácio
Carpe diem: A expressão foi cunhada pelo poeta romano Horácio

A expressão foi cunhada pelo poeta romano Horácio (que viveu entre 65 a.C.-8 a.C.), no Livro I de “Odes”, no qual dá alguns conselhos para a sua amiga Leucone na frase: “… carpe diem, quam minimum credula postero”. Uma tradução possível para a frase seria “… colha o dia de hoje e confie o mínimo possível no amanhã”.

Ele dá conselhos para Leucone dizendo a ela para que a mesma aproveite ao máximo o dia, não somente no sentido literal da coisa, mas também para ela apreciar e viver prazeirosamente, aproveitar e muito a vida. Disse ainda que ela não deveria se preocupar com o que o destino ou os deuses teriam reservado para ela, nem tampouco se fiar em esperanças. O que ela deveria fazer era encarar a vida, enfrentá-la e usufruir o quanto pudesse, enquanto fosse tempo.

Horácio era adepto de uma corrente filosófica chamada de epicurismo e era um defensor da ideia de que a vida é curta e a beleza finita. Dado que a morte é a única certeza que temos na vida, o presente deve ser aproveitado o máximo possível, antes que seja tarde, pois não se sabe o que pode acontecer no amanhã.

O texto original, em latim, que corresponde a Ode 11 do livro 1 de Horário é o seguinte:

Tu ne quaesieris, scire nefas, quem mihi, quem tibi

finem di dederint, Leuconoe, nec Babylonios

temptaris numeros. ut melius, quidquid erit, pati.

seu pluris hiemes seu tribuit Iuppiter ultimam,

quae nunc oppositis debilitat pumicibus mare

Tyrrhenum. Sapias, vina liques et spatio brevi

spem longam reseces. dum loquimur, fugerit invida

aetas: carpe diem, quam minimum credula póstero.

A tradução do trecho dessa ode horaciana é:

Não pergunte (esse conhecimento proibido), qual é o nosso destino

O meu e o seu; nem escaneie as tabelas de seus videntes babilônicos.

Melhor o futuro, minha Leuconoe, como o passado,

Se temos ou não que vencer ou o último;

Isso faz com que as ondas de Tyrrhene gastem sua força contra a costa.

Esforce seu vinho e prove sua sabedoria; a vida é curta; deve esperar ser mais?

No momento da nossa conversa, estamos nos divertindo.

Abrace o presente; confiar o mínimo que você puder no amanhã.

O poema põe a morte como sendo assunto principal a ser abordado. Já no primeiro verso o poeta Horácio fala que é completamente inútil, uma verdadeira perda de tempo procurar descobrir o que ocorre depois da morte.

Carpe diem surge no poema como uma espécie de resposta ao intrínseco medo da morte e o temor do desconhecido. Uma vez que não é possível para nós conhecermos a morte, o melhor  a se fazer é viver a vida.

Significado de Carpe Diem

Carpe diem é uma expressão originária do latim cujo significado é “aproveite o dia”.

Carpe diem é uma expressão originária do latim cujo significado é “aproveite o dia. Essa é a tradução ao pé da letra, e não quer dizer que você deva aproveitar um dia determinado, aquele dia x especificamente falando, porém apresenta o sentido de aproveitar ao máximo o agora, desfrutar do momento presente.

A expressão tomou força e é muito utilizada nos dias atuais. Entre os estudiosos, acredita-se que o termo ficou conhecido em todo mundo devido as variadas formas a qual foi aplicado durante toda a história da humanidade.

O conceito por trás de Carpe Diem é um verdadeiro convite para que as pessoas aproveitem o tempo presente, desfrutando cada instante de maneira incrivelmente intensa, sem ficar pensando demais naquilo que o futuro guarda para você, sem se preocupar com o amanhã, com o que pode vir a acontecer.

Carpe Diem é viver o dia hoje, é curtir a vida e se deliciar com os prazeres do momento no qual está se vivenciando. Essa frase tem o intuito de fazer todos se recordarem que a vida é muito curta e passageira e por essa razão cada minuto precisa ser aproveitado.

Este assunto é bastante popular no campo da literatura, e mostrou uma enorme relevância na época do Renascimento e também do Maneirismo.

O tempo passa em uma velocidade absurda e ficar se limitando e se aprisionando na tentativa frustrada de prever o futuro é um desperdício de tempo.

Por essa razão, o hoje precisa ser vivido muito intensamente, sem “rabo preso” com o passado e sem preocupações descabidas o futuro. Viver, experimentas, sentir e mergulhar de cabeça no agora é o significado profundo de carpe diem.

Artistas, produções e linguagens inspiradas no Carpe Diem

A arte sempre se inspirou na expressão Carpe Diem.
A arte sempre se inspirou na expressão Carpe Diem.

Citaremos adiante alguns livros, filmes, séries, enfim, produções de diferentes tipos que tiram sua inspiração da filosofia embutida na expressão carpe diem:

  • Filme: “Sociedade dos Poetas Mortos”, de Peter Weir;
  • Poesia: “To the Virgins, To Make much of Time”, de Robert Herrick;
  • Livro: “Marília de Dirceu”, de Tomás Antônio Gonzaga;
  • Álbum musical: “Carpe Diem”, da cantora do México Belinda.

Vivendo na base do Carpe Diem

Carpe diem pra levar a vida leve!
Carpe diem pra levar a vida leve!

É importante entender que a filosofia e o significado tão profundo e denso do Carpe Diem não são e nem podem ser entendidos como um convite ao egoísmo ou uma desculpa barata para se fugir das responsabilidades, do compromisso com o bem.

O que está implícito na frase é que muitas vezes pensamos demais, temos medo e nos privamos de viver, de ter experiências e corrermos atrás daquilo que queremos, de apreciar as coisas boas da vida.

“Carpe Diem” quer dizer “colha a vida”. Colha o dia como se fosse um fruto maduro que amanhã estará podre. A vida não pode ser economizada para amanhã. Acontece sempre no presente” – Rubem Alves.