Menu fechado

Entenda o significado das luas

significado das luas

A Lua está tão presente na cultura do ser humano que ele se acostumou a atribuir um significado próprio para cada uma das formas como ela se apresenta. Ou seja, mais do que o significado da Lua, podemos falar no significado das luas.

O fascínio que a Lua exerce sobre o ser humano é atemporal. As civilizações do passado, que não podiam compreendê-la, transformaram-na em divindade.

Para a civilização atual, que se orgulha de seus progressos científicos, a chegada do homem à Lua é um troféu de valor inestimável.

Mas afinal qual é o significado das luas e a importância que isso tem para as nossas vidas? Descubra lendo o artigo a seguir.

Uma visão científica da Lua

O significado das luas começa com a sua formação há mais de 4 bilhÕes de anos atrás.
O significado das luas começa com a sua formação há mais de 4 bilhÕes de anos atrás.

Antes de abordarmos o significado das luas, vamos estabelecer uma visão objetiva a respeito da Lua, pois, além de tudo, ela tem de fato um importante papel no desenvolvimento da civilização humana.

Estima-se que a Lua tenha se formado como corpo celeste há cerca de 4,5 bilhões de anos.

Uma das possíveis explicações para a existência da Lua considera a hipótese de que ela tenha se formado após uma colisão entre a Terra e algum outro grande corpo celeste.

A Lua tem uma superfície marcada por montanhas e crateras e, apesar de sua coloração um tanto escura, é o segundo corpo celeste de maior brilho que enxergamos da Terra, só perdendo para o Sol.

As diferentes fases da Lua

O significado das Luas estão em suas diferentes fases.
O significado das Luas estão em suas diferentes fases.

O que nos acostumamos a chamar de fases da Lua revelam na realidade os diferentes ângulos que os raios solares formam ao incidir na superfície lunar.

Curiosamente, a Lua tem uma face que está sempre voltada para a Terra, enquanto a outra fica sempre oculta.

Dessa forma, é como se, ao girar em torno da Terra, a Lua sempre a olhasse de frente, sem jamais lhe dar as costas.

Esse movimento da Lua em torno da Terra dura aproximadamente 29,5 dias e ocorre ao mesmo tempo em que a Terra segue girando em torno do Sol.

A Lua Nova

Assim, nesses 29,5 dias, há sempre um momento em que a Lua está totalmente “de costas” para o Sol, ou seja, os raios solares incidem apenas sobre a face oculta da Lua, aquela que nunca enxergamos daqui da Terra.

Por outro lado, a “face frontal” da Lua está às escuras, sem receber raios solares. Essa é a “Lua Nova”.

A Lua Crescente

Nos dias seguintes, ao continuar seu giro em torno da Terra, a Lua vai tomando um posicionamento como que “de perfil” em relação ao Sol.

Agora os raios solares deixam de incidir totalmente sobre a “face oculta” da Lua e começam a alcançar partes de sua “face frontal”.

Estamos na Lua Crescente.

A Lua Cheia

Mais alguns dias e a Lua fica, ao mesmo tempo, de frente para a Terra e para o Sol.

Nesse momento, os raios solares incidem totalmente sobre a “face frontal” da Lua. É por isso que, daqui da Terra, enxergamos uma lua redonda iluminada. É a Lua Cheia.

A Lua Minguante

Novamente a Lua vai se posicionando “de perfil” em relação ao Sol. Cada vez menos partes da “face frontal” recebem a luz solar, que agora volta a atingir partes da sua “face oculta”.

Estamos na Lua Minguante e depois dela caminharemos para um novo ciclo com a Lua Nova.

O que é Lua Vermelha ou Lua de Sangue

O signficado das luas possui seus mistérios, como a Lua de Sangue ou Lua Vermelha.
O signficado das luas possui seus mistérios, como a Lua de Sangue ou Lua Vermelha.

Um fenômeno interessante que ocorre com relativa raridade é a chamada Lua Vermelha, ou Lua de Sangue.

Para entendermos o fenômeno da Lua Vermelha, ou Lua de Sangue, precisamos antes conhecer outros dois fenômenos: a Superlua e o eclipse lunar.

Pois bem, enquanto gira em torno da Terra, a Lua tem momentos de aproximação e momentos de afastamento em relação ao planeta.

A Superlua ocorre quando o momento de maior aproximação entre a Terra e a Lua se dá no período da Lua Cheia. O que enxergamos da Terra é uma Lua Cheia de dimensão maior do que aquela a que estamos habituados.

Já o eclipse lunar ocorre quando há um alinhamento entre Sol, Terra e Lua, nessa ordem. Isso significa que a Terra se coloca exatamente entre o Sol e a Lua.

Assim, no momento em que deveríamos ter uma Lua Cheia, o que se projeta sobre a Lua é a sombra do planeta Terra, deixando-a no escuro.

Pois a Lua Vermelha, ou Lua de Sangue, ocorre quando há uma coincidência entre a Superlua e o eclipse lunar.

O resultado disso é que a Lua fica com o aspecto de uma imensa bola avermelhada. A cor se deve a efeitos sobre a atmosfera terrestre.

O significado das Luas

O significado das luas tem suas diferentes interpretações de acordo com suas fases.
O significado das luas tem suas diferentes interpretações de acordo com suas fases.

Uma vez que entendemos as diferentes maneiras como a Lua é percebida a partir da Terra, vamos agora conhecer o significado das luas..

De uma forma geral, o que temos é uma identificação entre as fases da Lua e o ciclo de vida e morte na natureza. Assim, por exemplo:

  • A Lua Nova é associada à fertilidade e ao início do ciclo da vida;
  • A Lua Crescente está ligada ao sentimento de renovação e desenvolvimento;
  • A Lua Cheia está associada à ideia de plenitude;
  • A Lua Minguante é relacionada ao fim do ciclo da vida, à morte e à libertação.

Mas a Lua também é associada ao feminino, fazendo um contraponto à associação do Sol com o masculino.

Além disso, a Lua com suas fases também está na origem da noção de tempo criada pelo homem.

Não por acaso, muitos dos calendários mais antigos eram lunares, isto é, tinham as fases da Lua como referência para delimitação do tempo. Alguns desses calendários são utilizados até hoje.

Mesmo em uma civilização regida pelo calendário solar gregoriano como a nossa, ainda é comum encontrarmos nas agendas e folhinhas a marcação das datas referentes a cada fase da Lua.

Interpretações alternativas

Se de um lado o significado das luas tem um caráter mais universal, de outro, as fases da Lua também recebem definições mais específicas. Por exemplo:

  • A Lua Cheia também remete a ideias como expansão, força, abundância e movimento;
  • A Lua Nova é identificada, dentro do ciclo da vida, como uma fase de reorganização, manutenção e preparação; é propícia para recomeços e mudanças;
  • Na astrologia, a Lua simboliza os sentimentos e os instintos que cada um traz dentro de si; conecta-se com o passado, as memórias, a sensibilidade, os sonhos, a intuição e o subconsciente.

A dualidade Lua e Sol

Outra importante fonte de significados para a Lua está na relação de dualidade que ela estabelece com o Sol. Assim:

  • A Lua Cheia representa a união entre o Yin e o Yang;, Yin é a Lua e Yang, o Sol;
  • Seguindo essa visão, a Lua está ligada aos elementos água e terra. o Sol está associado ao fogo e ao ar;
  • A Lua ainda é associada às ideias de frio, inverno e norte, em oposição ao Sol.

Onde mais a Lua está presente?

O significado das luas está presente em quase tudo em nossas vidas, nso influenciando sempre.
O significado das luas está presente em quase tudo em nossas vidas, nso influenciando sempre.

Por tradição, há uma série de aspectos na vida das pessoas em que se acredita que a influência da Lua se faz presente.

De forma concreta, a única forma de influência da Lua sobre a Terra que tem comprovação científica diz respeito ao movimento das marés.

De resto, há a crença popular, há a tradição passada de geração a geração, mas não há, ainda, comprovação científica. Por exemplo:

  • Muitos acreditam que nos períodos de Lua Cheia, o ser humano está mais energizado e mais ativo; haveria até mesmo uma redução nos níveis da substância que produz o sono;
  • Acredita-se também que as viradas de fase da Lua induzem mulheres grávidas à realização do parto;
    • Na Lua Nova, os partos ocorreriam de forma mais suave e espontânea;
    • Na Lua Minguante, ao contrário, eles seriam mais difíceis e demorados;
    • Na Lua Cheia, ocorreriam muitos partos antecipados;
    • Na Lua Crescente, os partos também seriam mais tranquilos.
  • O ciclo menstrual da mulher seria todo relacionado ao ciclo da Lua; coincidência ou não, os dois ciclos têm, de fato, praticamente a mesma duração;
  • Outra crença extremamente popular é a que associa as fases da Lua ao momento ideal para se fazer o corte do cabelo;
    • Cortar o cabelo na Lua Cheia favoreceria o aumento do seu volume e o tornaria mais forte e resistente;
    • Na Lua Crescente, favoreceria o rápido crescimento;
    • Na Lua Nova, seria bom para a revitalização dos fios e o fortalecimento das raízes;
    • Na Lua Minguante, seria indicado para evitar o rápido crescimento.
  • Há ainda relatos de efeitos da Lua sobre o comportamento de animais e plantas.

A Lua em algumas culturas específicas

Se fôssemos avaliar as crenças de cada povo, provavelmente encontraríamos uma infinidade de significados para a Lua. Para ficarmos só com alguns exemplos:

  • Alguns povos nativos da Sibéria consideram o Sole a Lua como os olhos do mundo; o Sol seria o olho bom, a Lua, o olho ruim;
  • Na mitologia grega, três deusas representam a Lua: Hécate corresponde às Luas Nova e Minguante, Selene corresponde à Lua Cheia e Ártemis à Lua Crescente;
  • Na mitologia romana, a Lua está associada à Diana, deusa da caça e da noite;
  • Entre os tupi-guarani, a Lua é a deusa Jaci;
  • A Lua Vermelha ou Lua de Sangue aparece por vezes associada a guerras e outras tragédias; é o caso das citações encontradas na Bíblia cristã;
  • Também na fé cristã, muitas pessoas consideram que as manchas na superfície da Lua formam o desenho de São Jorge combatendo dragões;
  • Na Idade Média, atribuía-se à Lua Cheia a ocorrência de surtos psicóticos e ataques de epilepsia; até hoje se usa a palavra “lunático” em referência a pessoas com desequilíbrio mental;
  • Na Segunda Guerra Mundial, a data de desembarque das tropas aliadas na Normandia foi decidida após uma consulta às fases da Lua, para evitar que as marés atrapalhassem a operação; como se sabe, essa foi a ofensiva final que decretou a derrota de Hitler na frente ocidental;
  • Mais referências à Lua como divindade estão presentes nas culturas do antigo Egito, da Babilônia, dos fenícios, dos sumérios, dos incas, etc.

Mais alguns significados para a Lua

Apenas para ficarmos com mais algumas ideias relacionadas à Lua:

  • Vida e morte;
  • Existir e Não Existir;
  • Passividade;
  • Receptividade;
  • O inconsciente;
  • O subconsciente;
  • A instabilidade;
  • A transição;
  • A reflexão;
  • Etc.

Conclusão

Mal nos damos conta, mas é impressionante a quantidade de associações que fazemos entre as questões do dia a dia e as fases da Lua.

E por mais que parte dessas crenças seja fruto de superstições infundadas, a simbologia em torno do significado das luas certamente contribuiu para que a humanidade entendesse melhor o sentido da vida e da existência.