Menu fechado

Feriados no Espírito Santo

feriados no espirito santo

O estado do Espírito Santo é um dos quatro menores do Brasil. Está localizado na Região Sudeste e, apesar de pequeno, é rico em eventos e belezas “in natura” que sua constituição física produziu ao longo de milhares e milhares de séculos. Para que todos conheçam um pouco disso tudo, há boa quantidade de feriados no Espírito Santo.

E ainda bem para turistas e visitantes que a maioria dos feriados no Espírito Santo é feita de feriados nacionais.

Feriados no Espírito Santo

Não há feriados estaduais específicos no estado, apenas pontos facultativos:

  • Carnaval
  • Corpus Christi
  • 15 de outubro – Dia do Professor
  • 28 de outubro – Dia do Servidor Público

Nesse caso, veja algumas curiosidades sobre o estado. Assim, não sendo da região, certamente você vai querer visitá-lo no próximo feriado nacional ou no próximo feriado em seu estado.

A Capital é Vitória (você tem mais informações sobre essa incrível cidade mais abaixo). Espírito Santo só é maior que Rio de Janeiro, Alagoas e Sergipe.

Vila Velha é a cidade mais antiga do estado. Deu nome à capitania hereditária alguns anos depois da chegada de Cabral às terras tupiniquins. Essa cidade foi também capital regional durante muito tempo.

Interessante: Via de regra, as capitais dos estados são as maiores cidades de seu estado. Afinal, além de serem regiões estratégicas geograficamente, recebem atenção política mais intensa por parte dos governantes. Entretanto, Espírito Santo é um dos pouquíssimos estados brasileiros em que a capital não é a maior da região (você tem mais informações sobre isso logo abaixo).

Toda região tem sua característica peculiar. No caso dos capixaba, é a “produção de panela de barro”. O produto artesanal é item de tradição entre as famílias espírito-santenses, passando de geração em geração.

Aliás, por quê “capixabas”?

Os colonizadores da região ouviram os índios falar constantemente a palavra “capixaba”. Naquele idioma, significa “terra já limpa para plantação; terra roçada”. Os nativos plantavam milho e mandioca naqueles solos e chamavam aquelas plantações de “capixabas”.

Daí, os visitantes portugueses associaram rapidamente o termo ao povo daquelas belas terras. Com o passar dos tempos, a palavra passou a designar todos que nasceram por lá.

Capital-ilha e outros dados

Algumas das montanhas mais altas do país estão no estado do Espírito Santo, como o Pico da Bandeira com seus quase 3 mil metros.

A Capital do Espírito Santo, Vitória, é uma ilha. Aliás, é uma das três capitais de estados brasileiros que são ilhas. As outras são Florianópolis em Santa Catarina e São Luís no Maranhão.

Interessante: A constituição da população do Espírito Santo recebeu muitos alemães ao longo do tempo. Esse dado sobre o estado quase não é conhecido, mas foi um dos que mais receberam esse povo europeu.

A religião mais difundida no estado apresenta conceitos evangélicos. E isso é uma espécie de incógnita para boa parte dos sociólogos. Já em relação à macroeconomia, as cidades de Presidente Kennedy e Anchieta estavam na relação dos 10 maiores PIBs do país há alguns anos. Quanto ao estado, é o décimo primeiro PIB do Brasil.

Feriados no Espírito Santo nas 7 maiores cidades

1ª. – Serra

Como a gente comentou acima, a Capital do Espírito Santo não é a maior cidade do estado. A maior é Serra, com seus mais de 500 mil habitantes conforme estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE em 2018. A cidade compõe a Microrregião de Vitória e na Mesorregião Central Espírito-Santense. Pertence também à Região Metropolitana de Vitória.

Fundação: 08 de dezembro de 1556.

Feriados municipais

  • 29 de junho – Dia de São Pedro
  • 08 de dezembro – Dia de Nossa Senhora da Conceição
  • 26 de dezembro – Dia do Serrano

Eventos

A tradição das comemorações do Dia de Nossa Senhora da Conceição, padroeira da Serra, se torna mais forte a cada ano. O evento compõe o calendário de festividades oficiais do município, iniciando antes do dia 08 de dezembro e se estendo até alguns dias depois.

2ª. – Vila Velha

Vila Velha tem grande papel na história da construção do estado e igualmente do país, pois foi o primeiro local batizada oficialmente na região. Localiza-se na Região Metropolitana de Vitória. Mais 25% de seu grande território é considerado tipo urbano, o que reflete no desenvolvimento do município.

Comporta quase 500 mil habitantes em seus quase 210 km2. É, portanto o segundo município mais populoso do estado. O Índice de Desenvolvimento Humano – IDH é um dos melhores do país, chegando a 0,8.

Fundação: 23 de maio de 1535.

Feriados municipais

  • 29 de abril – Dia de Nossa Senhora da Penha
  • 23 de maio – Aniversário da cidade

Eventos

Vila Velha organiza aquele é que considerado um dos três maiores eventos religiosos do Brasil. São as festividades em homenagem à Nossa Senhora da Penha.

Além disso, o “Festival do Chocolate”, patrocinado por grande marca de chocolate que é uma das mais empresas mais antigas da cidade. O evento acontece em datas móveis sempre no segundo semestre.

3ª. – Cariacica

A terceira maior cidade do Espírito Santo também faz parte da Região Metropolitana de Vitória. Por localizar-se privilegiadamente entre a região das serras capixabas e o litoral, é grande atrativo para turistas do país inteiro.

Fundação: 30 de dezembro de 1890.

Feriados municipais

  • 13 de abril – Dia da Nossa Senhora da Penha
  • 24 de junho – Aniversário da cidade e Dia de São João Batista

Eventos

Em abril, a cidade é tomada pelas festividades do “Carnaval de Congo de Máscaras de Roda D’Água”. Trata-se de expressão da cultura africana mesclada à cultura indígena. Com isso, a população repete a tradição em homenagem à padroeira do estado.

Teve origem em procissão que o população ofertava à santa. Com o tempo, a mistura de culturas gerou o carnaval. Quanto às máscaras, foi estratégia dos indígenas, no tempo da escravidão desses povos. Eles as usavam para não ser reconhecidos por seus senhores.

4ª. – Vitória

A Capital do estado teve população estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE em quase 360 mil habitantes em 2018. Como foi comentado acima, é uma das três capitais localizadas em uma ilha.

Em verdade, Vitória é uma espécie de pequeno arquipélago constituído de uma ilha principal e mais de três dezenas de pequenas ilhas bem menores. Nos primeiros tempos, eram 50 ilhas pequenas, mas muitas foram anexadas à maior por sistema de aterro.

Fundação: 08 de setembro de 1551.
Emancipação da cidade: 24 de fevereiro de 1823.

Feriados municipais

  • 29 de abril – Dia da Nossa Senhora da Penha
  • 08 de setembro – Aniversário da cidade e Dia da Nossa Senhora da Vitória

Eventos

Vitória é cidade rica em eventos, especialmente os de cultura mais clássica em função de seus monumentos. Entretanto, o Carnaval é festa muito requerida e tem ganhado cada vez mais espaço.

A festa popular acontece na semana anterior ao dia de Carnaval propriamente dito comemorado no restante do país. O local de apresentação de dez escolas do grupo especial e quatro do grupo acesso é a passarela chamada “Sambão do Povo”.

5ª. – Cachoeiro de Itapemirim

A cidade de Cachoeiro de Itapemirim tem mais de 70% de sua população vivendo em área urbana, ou seja, mais 160 mil do total de 220 mil habitantes.

O nome da cidade começou a se formar a partir de uma espécie de polêmica. Em 1819, Francisco Alberto Rubim, que é considerado o fundador da cidade, referiu-se à região como local que “…principia próximo do Quartel da Barca que fiz levantar na margem Sul do Rio Itapemirim defronte à primeira cachoeira seis léguas para o sertão da vila que faço menção…”.

Com isso, indicava instruções para construção das primeiras estradas. Três anos antes, a mesma personagem histórica tinha mencionado o mesmo local como “… O primeiro caxoeiro dista dela (Vila do Itapemirim) seis léguas…”. Três décadas depois, Machado de Oliveira, então governador da província, transcreveu o documento acima como “… O primeiro cachoeiro deste rio dista da vila seis léguas…”, alterando assim a grafia.

Depois, um grupo de redatores do primeiro jornal da região, “O Itabira”, passou a identificar a província como “Cachoeiro de Itapemirim”. Desde então, o nome da cidade passou a ser esse. Entretanto, a cidade é carinhosamente conhecida no país inteiro como “Meu Pequeno Cachoeiro” por conta de música da celebridade nacional mais conhecida, Roberto Carlos, nascida na cidade.

Fundação: 25 de março de 1867.

Feriados municipais

  • 25 de março e 29 de Junho – Comemoração do aniversário da cidade
  • 08/04/2019 – Nossa Senhora da Penha
  • 29/06/2019 – Dia de São Pedro

6ª. – Linhares

O fato de ser banhada pelo Oceano Atlântico faz de Linhares uma cidade procurada e a principal do norte do estado. Por outro lado, ser a cidade que mais possui lagoas – 90 ao todo, incluindo a maior do país, a Juparanã – deu-lhe o apelido de “Cidade das Águas”, o que é outro atrativo para muitos turistas.

Ainda, a lagoa mais funda do país, a Palmas, também é de Linhares. E mais ainda: a cidade é rica em rios. De todo o estado, o maior número de praias em seu território ajuda a manter o apelido bastante ativo.

Além disso, dispõe de altíssimo índice de desenvolvimento. Por isso, é atrativo para grandes empreendimentos imobiliários, que é o que acontece atualmente.

Posto que atrai pessoas de todos os cantos, tem se tornado excelente polo econômico tanto por parte de indústrias quanto do comércio.

Fundação: 22 de agosto de 1800.

Feriados municipais

  • 22 de agosto – Aniversário da Cidade
  • 08 de dezembro – Dia de Nossa Senhora da Conceição

Eventos

A primeira semana de junho é tomada pelo clima de festas em comemoração ao herói, Caboclo Bernardo. Em fins do século XIX, ele conseguiu salvar 128 marinheiros náufragos no rio Doce. Assim, diversos eventos acorrem à cidade para participar das festividades, de bandas de congo a grupos de folia dos Reis.

7ª. – São Mateus

O antigo povoado de Cricaré, hoje município de São Mateus, é a segunda cidade mais velha do estado, tendo sido fundada em apenas 44 anos após a vinda de Cabral para o Brasil. Entretanto, tornou-se emancipada somente mais duzentos anos depois.

A população é na maioria constituída de afrodescendentes. Porém, essa característica nasceu de fato deplorável: a região foi um dos principais pontos de acesso de navios negreiros do país.

A economia da cidade é fundamentada no chamado “ouro negro”, o petróleo. Não à toa, o Produto Interno Bruto – PIB de São Mateus chegou a quase 1,5 bilhão há alguns anos. Ou seja, metade do PIB da microrregião em que se encontra.

Fundação: 21 de setembro de 1544.

Feriados municipais

  • 21 de setembro – Aniversário da cidade
  • 27 de dezembro – Dia de São Benedito

Eventos

Um dos mais animados eventos é o Carnaval de Guriri, o balneário mais importante da cidade. As pousadas do município registram hóspedes de todos os estados brasileiros nessa época.

Já o Festival Nacional do Teatro acontece em julho. O interessante desse evento são as apresentações ao ar livre, especialmente na Praça Mesquita Neto. Já em setembro, as festividades em nome de São Mateus são intensas. Em dezembro, é a vez das festas de São Benedito, padroeiro da cidade.

Espírito Santo é estado interessante e de enorme importância para a economia do país por conta de sua localização. Se você tiver mais dúvidas ou se pretender ter mais informações sobre qualquer cidade desse belo estado, sugira na área de comentários abaixo.